skip to Main Content

A importância de possuir um site responsivo

Conversamos com o André Piovesan sócio proprietário da empresa Makau, para nos ajudar a entender qual é impacto gerado pela incompatibilidade dos sites das empresas nos dispositivos móveis.
 
1.Você pode falar mais sobre a Agência Makau e as principais contribuições que tem feito para o mercado da saúde?
Na Makau Interativa criamos, planejamos e executamos projetos que tragam soluções inteligentes para as empresas. Somos apaixonados por design e usabilidade de interfaces, acreditamos que um projeto com uma identidade visual bem resolvida inspira confiança, estimula as vendas e o destaca entre os demais, e claro, é responsável pelo reconhecimento imediato da marca. É nesse contexto que temos atuado em parceria com a You Care, estruturando, e até mesmo renovando, todo o material de comunicação de cada cliente. Muitas clínicas, laboratórios e profissionais gabaritados, com excelência e diversas certificações, não possuem uma identidade visual que condiz com a sua importância no mercado da saúde. Lembrando sempre que a forma como cada empresa se comunica ou se apresenta ao seu público alvo, é essencial para a sua credibilidade e certamente ajudará no reconhecimento de sua marca e consequentemente de seus serviços.
 
2.Qual a sua opinião sobre a decisão do Google em excluir da busca feita nos smartphones e tablets, os sites que não foram desenvolvidos com a versão compatível com dispositivos móveis?
Certeira e previsível. Anteriormente o Google já proporcionava pontos a favor a websites responsivos, possibilitando melhores posições em buscas realizadas até mesmo em computadores. Mas é consenso de que não estamos criando conteúdos e serviços para um único formato. O website é apenas um container, que possui uma vida útil. O produto real é o seu conteúdo. Projetos que realizamos há cinco anos, hoje já estão desatualizados.
Este é o momento de se concentrar na estruturação deste conteúdo, de forma que ele seja exibido corretamente, e que possa funcionar de acordo com o dispositivo que o usuário tem em suas mãos. Caso o website não possua uma navegação amigável para tablets e celulares, a probabilidade de o usuário deixar de acessá-lo é enorme. Logo, faz muito sentido o Google privilegiar conteúdos otimizados para dispositivos móveis. Em termos visuais, este update não trará mudanças anormais para o usuário, porém mais sites aparecerão nos primeiros resultados com a seguinte marcação:
marcação-entrevista-andré
 
 3. É realmente importante realizar a adaptação dos sites para uma versão de dispositivos móveis?
É fundamental que o design responsivo (modelo de layout, cujo site se ajusta automaticamente à tela) seja o ponto de partida para um novo projeto web. Atualmente, um site que funcione bem em todos os dispositivos, certamente proporcionará ao usuário uma experiência agradável. Desenvolver páginas baseadas nessas técnicas, para que se adaptem naturalmente a qualquer tamanho de tela, deveria ser uma atitude natural para os designers. Além disso, os smartphones podem fazer muito mais do que computadores tradicionais pois são equipados com diversos  sensores, como GPS, detecção por proximidade, ou seja, temos que nos perguntar também: “O que poderíamos fazer de inovador para projetos mobile?” Por isso, um de nossos grandes desafios é complementar os trabalhos com experiências surpreendentes e rápidas (performance), principalmente levando em consideração a qualidade da nossa rede 3G.
De qualquer forma, hoje, o usuário navega muito mais por meio de seus gadgets (42,5 milhões de brasileiros segundo um estudo o CGI.br) portanto não há dúvidas que o seu site será acessado por dispositivos móveis. Há sites de clientes da Makau que tem 20% de seu público acessando e se relacionando com a marca por tais dispositivos. Portanto não é uma tendência, e sim uma realidade comprovada que a audiência do seu site será maior se a plataforma estiver preparada para o universo mobile.
 
4. Que diferenças podem ser observadas na visualização de sites em desktop e notebooks em relação aos dispositivos móveis?
Há uma série de detalhes que envolvem a criação de um grid responsivo. Cada projeto deve ser estudado, de forma que se obtenha a certeza de que um determinado framework seja eficiente para o site que será desenvolvido. Em sites institucionais, por exemplo, é comum a compactação do menu de navegação, que poderá ser acessado com apenas um toque no ícone que o corresponde. O layout, em muitos casos, é fluído, dividido por colunas que se adequam conforme o tamanho da tela do dispositivo. Todo o conteúdo é repensado, de maneira que um determinado texto, quando apresentado em um smartphone, seja facilmente visualizado, sem que o usuário tenha que recorrer à algum recurso, como o zoom por exemplo. Em suma, a disposição dos elementos que compõem a página de um site é diferente para cada resolução, com o objetivo de proporcionar uma visualização compatível à tela e dispor de uma navegação intuitiva.
 
5. O que as empresas podem perder caso não tomem cuidado com essa adaptação?
Toda adaptação deve ser feita com muita cautela. Nem todos os projetos podem se encaixar ao design responsivo, em alguns casos específicos recomendamos ser criada uma versão mobile para o website. Portais que possuem um conteúdo extenso e complexo, tendem adotar este tipo de solução. Além disso, outro fator que devemos levar em consideração nesta mudança, é todo o conteúdo já reconhecido pelo Google. O site da empresa pode não ser um portal de notícias, mas certamente pode contar com uma bela área de blog, todos os artigos publicados consequentemente já possuem uma url indexada pelos buscadores, logo é importantíssimo que estes endereços não sejam alterados. Caso ao contrário será necessário um bom trabalho de SEO para que o seu conteúdo não se perca pela web. Neste momento, poderosos gerenciadores de conteúdo, como o WordPress, podem ajudar e muito nestas tarefas, mas a usabilidade é o grande diferencial. Ao fornecer condições ideais ao usuário para que ele conheça o seu produto ou serviço, de acordo com a tela do seu dispositivo, certamente isso o manterá em sua página, caso ao contrário o desinteresse tomará conta e a consequência é o seu rápido abandono. Não podemos ser seletivos e ignorar um dos públicos, seja ele fiel a seu computador, ou aos que estão na frente de seus smartphones, com telas cada vez maiores e de alta resolução. E tratando-se desta nova parcela de usuários, em países como a Coréia ou China é comum observar pessoas realizando compras pelo celular no metrô, enquanto fazem o trajeto de volta para sua casa. Estamos longe dessa realidade? Nem tanto. Só o fato de sua empresa ser penalizada em consideráveis posições em uma busca realizada por um smartphone, por meio de uma das ferramentas mais utilizadas no mundo, faz com que inúmeras consequências ocorram a seus negócios.
 
6. Como as empresas fazem para saber se seu site está dentro do padrão exigido pelo Google?
Para você saber se o seu website está ou não preparado para este cenário, uma forma simples de encontrar essa resposta é acessar uma ferramenta que o próprio Google disponibilizou (https://www.google.com/webmasters/tools/mobile-friendly). Basta inserir o endereço do seu website e aguardar o resultado da análise, onde será exibida a informação sobre seu site ser ou não compatível com dispositivos móveis.
 
7. Qual é o principal diferencial dos sites criados para a área da saúde pela Makau em conjunto com a You Care?
A parceria com a YouCare foi fundamental para todos os projetos que realizamos juntos. Nossas expertises, somadas, impactaram e muito a conclusão de cada website. Desde a concepção do briefing, até o momento de publicar a versão final na web. O acompanhamento junto ao cliente e a sinergia entre as equipes, sempre foram marcantes e essenciais para o sucesso e a execução de cada etapa. Estamos evoluindo, juntos, desde 2010, isso traz confiança e credibilidade para todas as pessoas que são envolvidas em nossos projetos. Temos definidos bem os papéis e a ciência de que nossos trabalhos se complementam, logo o cliente tem um ganho imensurável. Duas empresas com foco e know-how diferentes, mas unidas por um bem comum: transformar as estratégias de comunicação de empresas e profissionais ligadas à área da saúde, de forma a garantir a melhor experiência para todos os públicos da empresa, na sua interação e relacionamento dentro do ambiente virtual.
 
andré-entrevista  André Piovesan, sócio-proprietário da Makau Soluções Interativas.
 

Close search
Carrinho
Back To Top